Áreas de Interesse Profissional

As áreas de interesse profissional

Você sabe quais as Áreas de Interesse Profissional? Qual a relação entre arquétipos e as áreas de interesse profissional? Qual a importância deste tema para acabar com a Insatisfação no Trabalho? Veja agora neste Artigo. 

Descobri a nossa verdadeira vocação profissional é um divisor de aguas na vida de todas as pessoas.  Identificar a sua área de interesse profissional vai lhe proporcionar  fazer uma boa escolha profissional. 

O que será explicado neste artigo não se encontra em nenhum livro, nenhum artigo de internet ou vídeo; porém não é nenhuma novidade, apenas é um conhecimento que historicamente foi ignorado pelas ciências ou mal interpretado pelos estudiosos e agora está sendo redescoberto.

A Insatisfação no Trabalho!

Uma pesquisa realizada pelo instituto de pesquisa Gallup, nos Estados Unidos demonstrou que 72 % dos pessoas nos Estados Unidos, estão insatisfeitos nos seus trabalhos. Esta pesquisa é uma pequena amostra, mas que serve de parâmetro para o resto dos países.

Um número muito expressivo e assustador. No Brasil este percentual pode até ser maior, por  diversas razões. Os EUA é um país desenvolvido se comparado com Brasil e diversos outros países. A educação brasileira, seja a básica ou a profissional, está entre as piores do mundo.

Igualmente no brasil praticamente inexiste um processo de orientação vocacional e profissional nas escolas, é neste ponto que tanto os EUA, o Brasil, a Europa é o resto do mundo pecam na hora de orientar as pessoas na hora de escolher um trabalho e ou uma profissão.

Essas pessoas estão infelizes com o seu trabalho, mas continuam atuando muitas vezes na mesma empresa ou mesma profissão, ou trocam de emprego na área e continuam não gostando. A razão é que elas não gostam do que fazem!

Então a questão é, porque a maioria das pessoas não gostam do seu trabalho? Embora haja controversas o fato é que elas não descobriram a sua verdadeira vocação ou seu talento, pois o contrário é verdadeira; já que a minoria que descobriram o seu talento profissional, estas gostam do que fazem e tem sucesso na vida profissional.

Esse problema pode ser potencializado e aumentando pela “desorientação vocacional” dos testes vocacionais que existe, nenhum releva os arquétipos socais como fator que revela o talentos das pessoas, pois talento, vocação, ponto forte, dom, múltipla inteligência tudo é mesma coisa e está no seu arquétipo.

ARQUÉTIPOS JUNGUIANOS

Toda a massa intelectual, seja no brasil e no mundo, ver a tese de Carl Jung da “ teoria do inconsciente coletivo ” com algo abstrato sem nenhuma aplicação pratica no mundo real e nas atividades humanas.

Para Carl Jung somos muito mais do que vivenciamos, há algo em nós que vai além de nossas experiências pessoais, algo comum a tida humanidade, isto ele conceituou de inconsciente coletivo; um inconsciente em que há registros de experiência da humanidade ao longo da História.

Imerso neste inconsciente coletivo há os arquétipos sociais, que são padrões de comportamento sociais comuns a toda humanidade. Estes padrões são oriundos dos primeiros seres humanos, são atemporais, modelos vivenciados desde os primórdios até à atualidade.

Então qual a relação do inconsciente coletivo e as atividades econômicas? Será que o inconsciente coletivo é algo real? A resposta é sim, o inconsciente coletivo se externa no mente consciente das pessoas na forma de nossos papéis sociais.

Outro pergunta será que os as atividades humanas e as suas respectivas instituições são estruturadas de forma aleatória ou existe algum padrão de organização? E se há padrões de atividades específicas em que se baseia?

Fazer uma organização de todas as atividade humanas em algumas poucas áreas não é de fácil sistematização, são vários as os estudiosos tentaram fazer. Vou citar alguns.

O pioneiro em definir as áreas de atividade profissional foi o psicólogo Carlos Del Nero. Este criou o teste LIP – Levantamentos de Interesses Profissionais – ainda no século XIX. Del Nero organiza as áreas de interesses profissionais das pessoas em 8 grandes áreas de interesses.

Seguindo a mesma tendência a psicóloga brasileira Rosane Leventus em seu livro Avaliação dos Interesses Profissionais e criou o teste AIP , em que classifica as áreas de atividade em 10 campos de interesse.

Do mesmo modo o psicoterapeuta brasileiro Leo Fraiman em seu livro GPS profissional organiza em 15 grupos profissionais as áreas de interesses ocupacionais cria o teste TIO

Existe diversos outros testes, livros e escritores que sistematizaram o tema mas todos tem algo em comum, nenhum levaram em conta a psicologia dos arquétipos; a tese dos arquétipos como padrões de vocação de talentos das pessoas é a fronteira do conhecimento sobre o tema da orientação vocacional e profissional.

Perceba não há consenso sobre o número exato de áreas e nem sobre a sistematização dos grupos atividades entre os especialistas no assunto, de todos os estúdios no tema de orientação profissional e área de interesse profissional nenhum leva em consideração os arquétipos sociais.

Contudo século XXI surge uma nova tese: Entender as profissões com base em três pontos: A psicologia dos arquétipos sociais; a lei da correspondência e a constante do número doze. Isto  é uma mudança de paradigma no tema.

A tese se baseia nos doze arquétipos do inconsciente coletivo ou doze personas, estas personas representas os papeis sociais que assumimos numa coletividade.

Entender que somos arquétipos implica em aceita que não existe o homem moderno, há sempre homens, no plural. Implicar entender que a nossa identidade estar no arquétipo e não na cultura local, logo cultura e inconsciente coletivo, não se confunde.

Deste modo afirmar que sou: nordestino, sulista, brasileiro, alemão, negro, branco é insignificante pois isto é cultural, agora afirma que sou um educador, um atleta, um cantor, um comediante, um governante, um curador estas são figuras arquetípicas do inconsciente coletivo.

Agora cabe entender a relação entre vocação e profissão, neste entra a lei de correspondência, o princípio da correspondência costa no livro O Cabalion, de explica que “O que está em cima é como o que está embaixo. “O que está dentro é como o que está fora.

Este livro é classificado como filosófico por razões que não cabe este livro discutir, contudo ele guarda um ensinamento precioso para a psicologia social, pois o ser humano externa o que consta dentro de sua mente, logo os arquétipos se externa nos talentos e ocupações da pessoas.

AS 12 ÁREAS DE INTERESSE PROFISSIONAL

O  ponto agora é saber porque doze? O número doze sempre despertou curiosidade e superstições na humanidade, deste modo é fato que o 12 é um número no mínimo interessante e que está na base da maioria civilizações antigas: nas escrituras sagradas, na numerologia, na astrologia, nas simbologias e na época moderna este padrão não sumiu e está de forma sutil organizando-se as sociedades em doze setores de atividade.

Mas como isso é feito? Qual o objetivo? As evidencias mostram que não parece algo relegado apenas ao acaso, o número doze é um padrão constando na humanidade, tudo aponta para uma única fonte: a gênese da humanidade, que são as doze hélices de seu DNA original.

Deste modo os doze arquétipos do inconsciente coletivo criou doze áreas de atividade humana, estas áreas são: economia, negócios e finanças; estado e governos; setor filantrópico e espiritualidade; inovação e tecnologia; saúde humana e bem-estar; educação e ciências; meio ambiente e energias; comunicação e publicidade; segurança e esportes; artes e entretenimento; moda e beleza; e atividade política.

Os arquétipos sociais são moldes de personalidade que revelam habilidades inatas do inconsciente que se externa no consciente em forma de papeis sociais iram dirigir toda nova vida social.

A questão é que a sua vocação ficara sempre adormecida no seu subconsciente se não for descoberta, deste modo, todo o seu potencial, a sua predisposição intelectual e emocional que está dentro de si, precisa ser descoberto.

Estes modelos de personalidades são os mesmo entre as mulheres, pois o gênero, a língua, a etnia, a raça nada interfere sobreo a sua persona. Por exemplo o arquétipo do herói ou heroína se externa no setor de segurança e esportes. O arquétipo do sonhador ou sonhadora se externa no setor de moda e beleza, e assim segue para todos os doze arquétipos.

Assim as personas ou arquétipos socais são mascaras sociais usadas pelos indivíduos para interagir em sociedade. Também pode ser descrito como personas um sistema psíquico herdade do inconsciente coletivo.

Deste modo uma mudança de paradigma sobre natureza humana, nossa personalidade, nossa vocação profissional, as áreas de profissões está em curso; este artigo é uma semente neste processo. 

A escolha profissional, a orientação profissional, vocação profissional, o talento social, a vocação social, o sua múltipla inteligência, o seu ponto forte … tudo é a mesma coisa, tudo é manifestação de seu arquétipo.  

Toda tese, ideia ou teoria que confronte a natureza arquetípica de nossa personalidade ainda será refutado ainda neste século, saia na frente: estude e divulgue o projeto arquétipos. Saiba mais sobre o TESTE VOCACIONAL ARQUÉTIPOS.

Sim é possível reverte este quadro da INSATISFAÇÃO NO TRABALHO da maioria das pesosas, é possível se reintegrar as pessoas nas suas verdadeiras profissões com a descoberto de seu arquétipos social, pois o resultado revela: a sua persona, orienta sua função dentro de uma empresa, orienta a escolha de sua carreira profissional, o orienta a empreender com proposito, orienta a sua predisposição intelectual para fazer coisas bem feitas etc.

Após o resultado de teste você tem que criar um plano de ação de para uma mudança gradual de carreira, a começar o novo trabalho, com base no seu talento, ocupação em tempo parcial e com o tempo os resultados em termos de satisfação e de dinheiro viram e tudo fica mais fácil. Faça o TESTE VOCACIONAL ARQUÉTIPOS E DESCUBRA SUA VOCAÇÃO PROFISSIONAL.  

teste vocacional
teste vocacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *