Autoconhecimento.

Autoconhecimento.

O que é Autoconhecimento? Como buscar Autoconhecimento? Quais os benefícios do autoconhecimento para a nossa vida pessoal, profissional e espiritual?  Quais os tipos de autoconhecimento? Veja neste artigo uma explicação nunca vista antes e que irá expandir sua consciência.

Autoconhecimento é a habilidade de entender o nosso mundo interior, em entender quem somos em essência e que irá fazer o elo entre os várias aspecto do nossa psique e o nosso mundo exterior.

O psicólogo suíço Carj Jung já nos alertava que: “Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, desperta” , é e neste ponto que as instituições da educação, as religiões e as instituições terapêuticas deveriam mas, não proporcionam as pessoas em geral.

Inicialmente é importante notar que: Há uma diferença entre : acreditamos ser e aquilo que realmente somos. Uma pesquisa conduzida pela psicóloga americana Tasha Eurich mostrou isso.

Esta pesquisadora  entrevistou 5 000 pessoas nos EUA, e descobriu que apenas 15% sentiam que se conheciam bem, acredito no brasil, o percentual é bem menor. Esta pesquisa fui uma pequena amostragem, mas que serve como parâmetro para todo o planeta.

O segundo ponto é observar que: Quando nos referimos a autoconhecimento devemos identificar qual O TIPO DE AUTOCONHECIMENTO estamos nos referindo. Pois autoconhecimento abrange 4 aspecto de nossa psique e abrange toda a nossa vida em geral.

Autoconhecimento e seu Propósito de Vida.

 1º Autoconhecimento se refere a entender o nosso papel social, nossa função na sociedade, no qual estamos inserido. Entender como eu me vejo e como as pessoas nos vê no trabalho, nas instituições nos qual atuamos.

Para Jung, somos seres espirituais é usamos mascaras sociais para nos relacionar em sociedade, estas mascaras ele chamou de PERSONA. Deste modo conhecer a sua persona é um aspecto de nosso autoconhecimento fundamental para a nossa vida profissional.

Entender a sua Persona significa entender a sua vocação e o seu propósito de vida, tudo esta relacionado, em buscar saber o que você feio fazer nesta existência. 

Autoconhecimento é Vida Íntima

Autoconhecimento se refere a entender o nosso papel em família, refere a nos conhecer em  nossa vida intima, nossa sexualidade, nossos relacionamentos afetivos e na nossa vida em família.

Este autoconhecimento tem relação com nosso papel de biológico como: pai, filho, irmão, esposa, marido etc. Neste aspecto é importante notar que: Se costuma-se ouvir e é de grosso modo é verdade, que as pessoas em geral tem um comportamento no trabalho ou na sua profissão e quando chega em sua casa e se relaciona com a sua família tem outro comportamento completamente diferente.

Para estes dois perfis de personalidade Jung deu nomes diferentes: são os 7 tipos psicológicos são distintos, que é vinculado aos gêneros masculino e feminino; e o outro perfil de personalidade é o que ele chamou de persona, que são 12 e são as mesmas entre homens e mulheres.

Autoconhecimento e Sistema de Crenças.

Autoconhecimento se refere a entender nossos valores, crenças, traumas, tabus e sombras. Este autoconhecimento vai exigir um esforço mental para trazer estes elementos do inconsciente para o consciente.

Neste pondo devemos nos questionar: porque pensamos como pensamos? Porque agirmos de uma firma e não de outra? Porque falamos o que falamos? O que está impedindo a minha evolução, o meu sucesso pessoal e meus relacionamentos.  Já que o sistema de crenças é o primeiro elementos da criação de nossa vidas.

Autoconhecimento e Espiritualidade.

Autoconhecimento refere a autoconhecimento e Espiritualidade, a busca suprir o nosso vazio interior, a entender a nossa origem divina e a buscar a nossa reconexão com esta divindade, esta força suprema no qual chamados no mundo ocidental de Deus.

Neste aspecto dois pontos merece se esclarecido: Quem é você e quem é Deus?  Quem é você e quem é Deus ?  Saiba que:  Você não é o seu ego, Você não é o seu corpo, Você não é sua cultura, Você não é um pecador, Você não é sua raça. Você é um ser espiritual, vivendo uma experiência humana.

Igualmente saiba que: Deus não é como a maioria dos Ocidentais acredita ser. Deus não é uma pessoa, um velho que fica sentado em cima de uma nuvem num trono de ouro, segurando um cajado e vigiando as pessoas com o objetivo de castigá-las como pecadoras.

Esqueça isso de uma vez por todas. Isso tudo foi construído na era medieval para controlar as mentes e os corações das populações através do medo. Deus é a fonte criadora, é o oceano de energia consciente, que está presente em tudo. Deus está em mim, em você, nos animais, nas plantas, nas estrelas, em outra galáxia etc.

Vencidos estas duas falsas ideias vamos agora entender a verdadeira espiritualidade. A sua função em tese religar as pessoas ao sagrado, porém não existe apenas as práticas: Devoção, louvor e adoração como forma de buscar espiritualidade:

Há outras práticas de buscar a espiritualidade como: os estudos ( física quântica, os grandes mestres) as meditações , a yoga, as mantras. As terapias holística ( psicologia integral , terapias energéticas ( reike, johei, fitoterapia, aromaterapia etc.). Trabalhos humanitários ( voluntarismo e ajudar pessoas). A lei da atração e manifestação de desejos.  Tudo são formas validas de se busca autoconhecimento e espiritualidade; você deve busca o que tem afinidade com você.

Autoconhecimento na Prática. 

Nenhum destes quatro aspecto do autoconhecimento pode ser negligenciado para se ter uma vida feliz, um exemplo real foi as últimas declarações do famoso inventor Steve Jobs antes de falecer chocou o mundo. “Cheguei ao topo do sucesso nos negócios. Aos olhos dos outros… Neste momento, estou na cama de hospital, lembrando de toda minha vida, percebo que todos elogios e riquezas que estava tão orgulhoso, tornaram-se insignificantes com a iminência da morte… Só agora entendo… devemos seguir outros objetivos que não estão relacionados à dinheiro. Deve ser algo mais importante… Deus fez uma forma que possamos sentir amor no coração e não ilusões construídas pela fama ou dinheiro, como fiz em toda minha vida e não posso levar comigo. Posso levar lembranças que o amor fortaleceu…

Esta palavras de Steve Jobs deixa claro que ele negligenciou a espiritualidade, a sua conexão com Deus e com a amor divino.

Contudo outra igualmente as outros aspectos são importantes vive a vida numa favela, sem ter um prato comida não tem como pensar em espiritualidade.  Do mesmo modo seguir a um monastério privando o homem da sua vida intima e da sua sexualidade pode causar disfunções como a pedofilia.

Se você que está lendo este artigo, está buscando autoconhecimento em todos os aspecto, então lhe convido a se inscrever no curso avanço dos arquétipos, disponível online.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *